quinta-feira, 28 de outubro de 2010

MARINA CRITICA TUCANOS POR BOATO DE APOIO


Postado em 27/10/2010 por Equipe Marina | Categoria(s): Geral

“Não usem meu nome para o vale-tudo eleitoral”, repreende Marina

A senadora Marina Silva (PV-AC) criticou, hoje, duramente os setores do PSDB que promoveram iniciativas fraudulentas de envolvê-la em ações de apoio à candidatura de José Serra.

“Não usem meu nome para o vale-tudo eleitoral”, advertiu Marina ao tomar conhecimento de um endereço de e-mail falso (marina@pv.gov.br) e de um post do blog Eu Vou de Serra 45 que manipula declarações dadas por ela durante a campanha do primeiro turno.

“Infelizmente, muitos não aprenderam nada com os resultados das urnas e continuam a promover a política de mais baixo nível ao usar estratagemas banais para buscar votos”, declarou a ex-presidenciável do PV.

O e-mail com o remetente marina@pv.gov.br é direcionado aos simpatizantes de Marina e contém mensagem em nome da senadora e do PV com pedido para que se unam em torno da candidatura de Serra.

Por sua vez, o blog da militância tucana lança mão de declaração da então candidata verde à Presidência de forma descontextualizada para fazer seu proselitismo eleitoral. “Marina se posiciona: Brasil não pode ser entregue a quem conhece”, afirma inadvertidamente a divulgação dos defensores do ex-governador de São Paulo.

“Estamos no final do segundo turno, e os brasileiros já tiveram acesso a muitas informações sobre os candidatos à Presidência. Não há mais desconhecidos. O eleitor vai às urnas consciente da sua escolha e não sujeitará a formação de sua opinião àqueles que usam artifícios ingênuos para distorcer a realidade”, afirmou Marina.

A senadora voltou a manifestar o posicionamento que ela e o Partido Verde tornaram público desde o último dia 17 de outubro sobre a fase final da disputa presidencial: independência em relação a Dilma e Serra.

“Os quase 20 milhões de brasileiros que endossaram meu projeto e o de Guilherme Leal no primeiro turno sabem que o respeito ao eleitor é um princípio inquestionável na nossa prática política, o que nos diferencia daqueles que querem o poder pelo poder”, concluiu Marina Silva.

Um comentário:

torreleste disse...

Desconhecia o episódio dos e-mails, lamentável tal procedimento e deve ser veementemente repudiado.
Todavia, quanto ao blog da militância tucana, o conteúdo da declaração de Marina é verdadeira.
Quando ainda estava concorrendo, no 1º turno, mais exatamente em 26 de agosto na cidade de Curitiba, ela disse:
”Nós conhecemos o presidente Lula, a gente conhecia o Fernando Henrique Cardoso, a gente conhece o Serra – eu discordo dele, mas conheço. O povo pode até discordar de mim, mas me conhece. Eu estou aí há 16 anos na política nacional”, vide a notícia em http://wp.me/pCh9g-ti
A reflexão ali desenvolvida, em si mesma, continua válida, só não significa que no 2º turno Marina esteja votando em Serra, embora por coerência de raciocínio deveria ser este o caminho a ser tomado.
O que nesse episódio não foi nada positivo foi a iniciativa de divulgarem tais declarações como sendo de agora, sem referência alguma a sua data, mas o seu conteúdo ajuda a pensar.
Pensemos: por que valia o raciocínio de Dilma ser desconhecida, ali exposto (ainda em si verdadeiro), pra ajudar a definir o voto em Marina no 1º turno e não vale agora só porque ela não está no páreo?