sexta-feira, 12 de março de 2010

DICAS PARA CONFERIR NESTE FIM DE SEMANA

DESTAQUE: Sábado: Batuque no Coreto na Praça São Salvador. O interessante é que os músicos vão chegando e aumentando a roda. O público é essencialmente jovem e integrante da oficina Maracatu Brasil. Praça São Salvador - Laranjeiras - 18h - Entrada Franca (www.bafafa.com.br)

Sexta-Feira: Samba, Choro e MPB na Praia Vermelha. Comemorando 11 anos, a roda de samba do Movimento Artístico e Cultural anima a Praia Vermelha na Urca. (Fonte: www.bafafa.com.br/). Com chuva não "rola".

Sexta-Feira: Swingueira no Modern Sound. Toda harmonia e balanço da música popular brasileira podem ser encontrados no repertório deste quarteto que toca o fino do samba jazz, bossa nova e gêneros afins. Para relembrar e matar saudades do “Beco das Garrafas”. É formado pelo baixista José Luiz Maia, o pianista Fernando Merlino, o baterista Ricardo Costa e o saxofonista e flautista Tino Jr. Rua Barata Ribeiro, 502 – Copacabana – 17h – Entrada Franca.(Fonte: www.bafafa.com.br/

Sexta-Feira: Pagode da Arruda na Pedra do Sal. O grupo Pogode da Arruda toca sambas memoráveis de compositores como Donga, João da Baiana, Pixinguinha, Zé Kéti, João Nogueira, Noel Rosa e Jovelina, entre outros. Pedra do Sal (perto do Largo São Francisco da Prainha) - Praça Mauá - 20h - Entrada Franca. (Fonte: www.bafafa.com.br)

Sexta-Feira: PC Ribeiro convida para Samba e Humor na Lapa com o Grupo Tá Legal. Dia 12, a partir das 19h:30. Rua Gomes Freire, 205 (Sobrado). Fone: 2224-1596. Couvert. R$ 10

Sexta-Feira e Sábado: Marquinho Sathan no Centro de Referência da Música Carioca..O cantor e compositor carioca Marquinho Sathan chega aos 24 anos de carreira com 13 CDs gravados. Ele canta sambas como "Falsa consideração", "Me engana que eu gosto" “Volta” e "Pura semente".Centro de Referência da Música Carioca
Av. Conde de Bonfim, 824 – Tijuca – 19h – Ingresso: R$ 10 (estudantes e idosos pagam meia).Informações: 3238-3831. (www.bafafa.com.br)

Sexta-Feira: Pagode do Delano e Grupo Tá Faltando 1 no Macedo's Bar, Rua Real Grandeza, 308, às 20h. O pagode trafega pelo que há de melhor no samba e na MPB e quem chega dá uma canja, pois sempre "Tá Faltando 1".

Sexta-Feira e Sábado: Mart’nália no Teatro Rival Petrobras. Uma das revelações da música brasileira, Mart’nália, retorna com um repertório repleto de sucessos.
Teatro Rival Petrobras. Rua Álvaro Alvim, 37 – Cinelândia – 19h30 – Ingressos: R$ 40 (os 100 primeiros pagantes), R$ 25 (meia) e R$ 50 (inteira).


Sexta-Feira;: Roda dos Embaixadores da Folia no Bar Vaca Atolada. O novo Quartel General do Bloco tem roda de samba todas as sextas-feiras. O Vaca Atolada é um botequim bem transado, com petiscos deliciosos e cachaças variadas. Rua Gomes Freire, 533 - Lapa - 16h até o último cliente. Entrada Franca

Sexta-Feira: Samba no Terraço contará com a participação especial de Reinaldo. Haverá também a gravação de um vídeo de divulgação.18h Entrada: até as 20H, R$10. Após, R$15, Rua dos Arcos, sem número. Infos: 7860-0054 ou 9978-6829.


Sexta-Feira: Projeto Santa Luzia. Já é um espaço consagrado e se situa entre oas melhores rodas do Rio.. Nesta sexta quem comanda é o cantor e compositor Wnderley Monteiro. Ingressos: R$ 15 (homemO e R$ 12 (mulher). Início da música: 22hs. Clube Santa Luzia, Av. Almirante Sílvio Noronha, 300 (ao lado do estacionamento do Aeroporto Santos Dumont e do MAM).

Sábado: Chorinho da Feira da General Glicério (Laranjeiras). É uma reunião de músicos realizada há muitos anos, freqüentada basicamente por moradores do bairro, que lá se encontram, entre uma esticada ou outra na feira, para ouvir uma boa música brasileira, tomar uma cerveja ou uns drinks na barraca do Luizinho, saborear o já famoso bolinho de bacalhau e jogar conversa fora. Começa por volta de meio dia e acaba a hora que os músicos decidem, mas em geral não passa das 14h. É ao ar livre, portanto, quando chove nada acontece. A Rua General Glicério é uma transversal que fica a altura do nº 430 da Rua das Laranjeiras. Com chuva não funciona.


Sábado: Roda de Choro no Bandolim de Ouro. A roda de choro na loja de instrumentos Bandolim de Ouro, no Centro do Rio, acontece todos os sábados. Os músicos vão chegando e tocando clássicos de Pixinguinha, Waldir Azevedo, Ernesto Nazareth, entre outros. Av. Marechal Floriano, 52 (entre a Rua Uruguaiana e Av. Passos). De 9h até 12h:15m. (Fonte: www.bafafa.com.br/)


Sábado: Roda Encontro de Bambas no Clube Renascença. A roda é comandada por Renato Milagres e já virou tradição. A produção é de Carlinhos Doutor e de Mico (irmão do Zéca Pagodinho). Rua Barão do São Francisco, 54 - Andaraí, 17h.. Ingresso: R$ 10. Informações: 99285283.


Sabado: Terreiro de Breque no Bar Vaca Atolada. O Terreiro de Breque é uma confraria de boêmios inveterados, reunidos para tocar e cantar o samba, especialmente em seus matizes menos explorados, como o samba de terreiro, o samba-de-breque e o sincopado.Bar Vaca Atolada. Rua Gomes Freire, 533 - Centro - 20h - Entrada Franca.

Sábado: Orquestra Republicana no Clube dos Democráticos.O repertório da Orquestra Republicana vai do samba ao choro, comandado por Marcelo Bernardes, saxofonista de Chico Buarque. No repertório, Pixinguinha, Aldir Blanc, Jackson do Pandeiro, Ernesto Nazareth, Waldir Azevedo, Zeca Pagodinho, Jacob do Bandolim, Chico Buarque, Noel Rosa, Cartola, Dorival Caymmi, Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Geraldo Pereira, além de composições próprias. Nos intervalos o DJ Cafú toca MPB, samba, choro e samba.Rua Riachuelo, 91 – Lapa – 23h30 – Ingressos: R$ 18 (inteira), R$ 15 (estudante) e R$ 13 (mulher)..Informações e reservas: 9644-1713. (Fonte:www.bafafa.com.br)


Domingo: Canto Gregoriano do Mosteiro de São Bento: Na missa dominical, o tradicional canto gregoriano é executado pelo Coro de Monges do Mosteiro. É um espetáculo bastante concorrido e começa às 10h, por isso é aconselhável chegar com alguma antecedência. O endereço é Rua Dom Gerardo, 68 ou pelo 48 (quem vier a pé) - Centro. A entrada é franca. (Fonte www.bafafa.com.br/)

Domingo: Música na Praça São Salvador (bairro de Laranjeiras). Lá se ouve o melhor do choro e da MPB, com o grupo "Arruma o meu coreto" (uma pilhéria com o bloco carnavalesco do local chamado "Bagunça o meu Coreto"), na sua maioria integrado por alunos da Escola Portátil de Musica, num ambiente que comporta todas as idades. Para crianças, há lugar para brincar e correr, e para os marmanjos o local é cercado de bares com cardápios variados, chope, cerveja e os famosos drinks da barraca do Luizinho. Vai das 11h às 13h:30 e ao final rola uma roda de samba informal. É diversão garantida para a tarde de domingo, desde que não chova.

Doningo: Feijoada da Tia Elza com Toninho Geraes no bar Clan Café, no Cosme Velho (próximo da entrada do bondinho pro Cristo).A partir das 14h, a feijoada será servida, e às 17h começa o samba do grupo União que comanda a roda até as 22h.Toninho Geraes, aniversariante do dia, faz participação especial.14h às 22h. R. Cosme Velho, 564. R$ 30 com feijoada liberada, R$ 20 com feijoada e filipeta (imprimir no site deles, endereço no fim da notícia). R$ 20 sem feijoada e R$ 10 sem feijoada e com filipeta.
Tels: 7829-0158 / id. 23*49697 - Alexandre - sambazonasul@gmail.com. www.feijoadadatiaelza.blogger.com.br (www.samba-choro.com.br)

Domingo: Pagode da Tia Doca em Madureira.O Pagode da Família Tia Doca, tradicional roda de mesa e samba de raiz, foi criado há mais de trinta anos pela pastora da Velha Guarda da Portela. Sempre tem convidados especiais.Domingos.Centro Cultural Tia Doca.Rua João Vicente , 219 - Madureira - 18h - Ingresso: R$ 12
Informações: 3252-7861. (Fonte: www.bafafa.com.br)
 
Domingo: Roda de Samba do Cacique de Ramos. O tradicional Bloco Cacique de Ramos há anos realiza essa roda de samba, onde sempre aparecem por lá os irmãos Bira e Ubirany, fundadores do bloco e integrantes do premiado Grupo Fundo de Quintal. Comandada por Renatinho Partideiro, temido versador. Dessa roda despontaram inúmeros sambistas, como o Almir Guinteto, os falecidos Neocy e Luiz Carlos da Vila, Sereno (também integrante do Grupo Fundo de Quintal), Arlindo Cruz, Sombrinha, Jorge Aragão ... a lista é imensa! Senão chover rola e começa às 17h, na Rua Uranos, 1326 – Olaria - Infomações: 3880-8023. Entrada Franca.


Domingo: Roda de Samba no Bip Bip. Começa às 19h e acontece impreterivelmente até ás 22h, para não atrapalhar a vizinhança. Os músicos vão chegando e se incorporando. Sempre há novidades e surpresas. Av. Almirante Gonçalves, 50 – Copacabana. A entrada é franca. É um excelente programa pós-praia. (Fonte: www.bafafa.com.br/ )


Segunda-Feira. Samba do Trabalhador no Clube Renascença. O desta segunda terá uma edição especial. Será uma homenagem ao Dia Nacional do Samba, e, também, a diversos cantores e compositores que frequentaram a roda ao longo do ano e, mesmo lançando seus cd´s, tiveram dificuldade de divulgá-los em jornais e televisão, bem como, não conseguiram ver suas músicas executadas nas rádios.Assim, a roda comandada por Moacyr Luz contará com a presença de Dunga, Efson, João Martins, Dorina, Toninho Geraes e Moyseis Marques. Rua Barão de São Francisco, 54 - Andaraí.Os preços do ingresso continuam os mesmos (R$ 5 e R$ 10) e o horário também (16 horas). (Fonte: Agenda do Samba & Choro)


Segunda-Feira: Roda de Samba na Pedra do Sal. Junto à escadaria talhada na rocha, o grupo Batuque na Cozinha comanda roda de samba toda segunda-feira. O som é acústico e sempre há músicos convidados. O local é carregado de história. Tem esse nome porque o sal era descarregado no porto ao lado e virou ponto de encontro de sambistas estivadores. No Largo João da Baiana nasceu o samba nas mãos de Donga, João da Baiana, Pixinguinha. Detalhe: a roda começa (19h) e termina cedo. É um programa tipo happy hour.Botequim Adega do Sal. Rua Argemiro Bulcão, 38 - Largo João da Baiana – Gamboa – 19h30 até 22h.Informações: 2518-5083 (Fonte: www.bafafa.com.br).

Um comentário:

Clarisa disse...

Querido Flávio,
O teu blog é ótimo!
Os amantes do samba agradecem.
Tenho uma dica boa. Vale a pena ouvir o Roberto Serrão nas quintas feiras no Bar Severina.
Parabéns!
Clarisa